Viagem

A vila no Nepal onde todas as mulheres tatuam os braços e as pernas

Para a tribo Tharu, em Chitwan, uma cidade nepalesa, a relação das mulheres com as tatuagens possui três histórias diferentes. Foi isso o que descobriu o fotógrafo Omar Reda quando visitou o local.

A primeira é extremamente chocante. Durante a era do Reino do Nepal, a família real costumava passar o verão na área de Chitwan. Eles costumavam levar as meninas bonitas da tribo como escravas sexuais. Para parar esses sequestros, a tendência de tatuagem começou e as meninas se cobriam de tatuagem para ficarem menos atraentes para os homens reais.

P2190305-5913218016f75__880

A segunda é tão chocante quanto a primeira. A tatuagem costumava ser obrigatória para as meninas durante a adolescência ou elas eram afastadas de suas famílias e comunidade. Uma jovem que não se tatuava não tinha permissão para falar, casar e as pessoas não tinham permissão para pegar nada que ela tocasse como comida e objetos. Ela deveria ser tatuada para ser aceita pelo seu povo.

P2190284-59132154647fb__880

A terceira era sobre a beleza e a vida após a morte. Uma vez que uma mulher morre, ela vai subir ao céu em sua forma mais bonita.

A arte da tatuagem desempenhou um papel importante no papel das mulheres da tribo, confira mais algumas imagens registradas no local por Omar Reda:

P2190292-5913215a1960b__880

P2190337-5913219a9d371__880

P2190351-591321b6aa6dd__880

P2200432-591321eb33d03__880

P2201839-591321f9e21cd__880

Todas as fotos © Omar Reda




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!