Viagem

Quer viajar de graça pelo mundo? Saiba como

Não, não estamos loucos. Existem sim algumas – poucas – maneiras de se viajar de graça pelo mundo, e como nada é por acaso, a “mordomia” vem em troca de trabalho, muitas vezes braçal e bem diferente do que grande parte das pessoas estão acostumadas.

Algumas organizações oferecem  trabalho voluntário em troca de acomodação e alimentação, fazendo com que o viajante tenha experiências bem interessantes gastando muito pouco. Um exemplo disso é trabalhar no campo, ajudando em fazendas orgânicas. Outra opção é trabalhar em obras de caráter social ou dando aulas para alunos carentes.

Não importa o continente que você queira ir, sempre existem postos de trabalho que oferecem essas trocas para estrangeiros bem intencionados. Mas atenção: nem toda atividade voluntária é gratuita, então cuidado onde você procura. Todas são muito válidas, mas algumas não possuem esse tipo de escambo, como intercâmbios e agências como a IVPA, que cobram do voluntariado para se manterem.

Abaixo nós citamos somente sites com esse perfil de trabalho em troca de uma cama e comida:

http://www.wwoof.net/

Um dos métodos mais famosos nos últimos tempos, o WWOOF oferece trabalho em fazendas orgânicas, em sua maioria de baixa infraestrutura. Essa enorme rede voluntária abrange boa parte do mundo, pedindo uma carga horária de trabalho entre quatro e seis horas diárias, em troca de comida e acomodação durante todo o tempo.

wooff

http://www.helpx.net/

O Helpx segue o mesmo esquema do WWOOF, com carga horária entre quatro e seis horas diárias de trabalho, mas não só em fazendas, como também hotéis, vilas, ranchos e hostels. Ao fazer a assinatura, válida por dois anos, você tem acesso aos hóspedes do mundo todo, podendo encontrar atividade facilmente no que você mais se identifica.

helpx

http://www.workaway.info/

O Workaway funciona da mesma forma que o Helpx, porém com site com navegação mais prática. Os trabalhos são diversos e todos funcionam na base da troca, em qualquer lugar do mundo. O site tem bons filtros, com a opção de escolher o tipo de trabalho, o país, e busca por palavras chave.

workaway

A única coisa paga nesses sites é a assinatura, que pede uma taxa para ajudar na causa. Então, vale a pena a assinatura, até porque lá se reúnem apenas contatos de confiança, para ninguém cair em roubada. 

Em entidades como a ONU (Organização das Nações Unidas), a experiência profissional pode te render uma vaga em programas voluntários que são geralmente remunerados.

Fotos: Divulgação e scienceblogs.com.br




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!