Empreendedorismo

Porque você deveria aproveitar a era em que vivemos para realizar seus sonhos

O desejo de encontrar realização no trabalho, ou seja, um trabalho que proporcione um verdadeiro senso de propósito e que reflita os nossos valores e personalidade, é uma invenção da modernidade. 

Sim, todos os movimentos que você tem visto em prol do “Faça aquilo que você ama”, “Viva seu propósito” e até aquela vozinha interior que teima em te azucrinar dizendo que não está certo passar oito horas por dia fazendo planilhas estão longe da compreensão da sua avó e até mesmo da sua mãe.

Para você ter uma ideia, no dicionário de Samuel Johnson publicado em 1775, a palavra fulfilment (em português: realização, satisfação) nem sequer aparecia. Durante muitos e muitos séculos, grande parte população estava ocupada lutando para atender suas necessidades básicas de subsistência, rezando para se livrar de doenças e pragas e se recuperando das cicatrizes das guerras. Não havia tempo, e muito menos contexto, para se pensar num trabalho estimulante, que ao mesmo tempo trouxesse dinheiro, prazer e realização.

Felizmente o tempo passou, a ciência avançou ao ponto que o medo de pragas e doenças contagiosas já não nos aterrorizam tanto como antigamente. Nossa geração e as gerações logo anteriores já se curaram das cicatrizes deixadas pelas guerras e a difusão da prosperidade material liberou nossas mentes de preocupações básicas, fazendo com que esperemos muito mais da aventura da vida!

Maslow já havia nos alertado: nossas necessidades mudam conforme suprimos aquelas que são urgentes. Vamos caminhando para o topo da pirâmide sempre em busca de algo que nos preencha: o estômago, o coração, a alma. Entramos na Era da Realização.

Além disso, nunca tivemos na história da humanidade tantas possibilidade diante de nós. Hoje, o avanço da tecnologia somado ao próprio desejo das pessoas de se nutrirem de tantas formas (tecnológica, espiritual e culturalmente) oferece um contexto onde um desenhista de Mandalas pode encontrar seu lugar no mundo, ganhar seu dinheiro e ser muito feliz com a carreira que escolheu.

Mas então, se o contexto é favorável e esse desejo de encontrar um trabalho realizador habita em tantos corações, por que ainda é tão difícil encontrar uma carreira gratificante?

Por conta do Moporã, tenho conversado com muitas pessoas que estão nesse processo. Algumas ainda presas a empregos que julgam desinteressantes e desestimulantes, porém sem perspectivas de mudanças, outras, após muitas reflexões e tentativas, acabaram descobrindo algo que lhes trouxesse realização. Muitas ainda estão dedicadas à busca, enquanto outras nem sabem por onde começar.

O desejo latente e infinidade de carreiras possíveis nos dias de hoje parece que deixa esse processo de busca ainda mais angustiante. Mas vamos voltar ao que eu disse no primeiro parágrafo: trabalho com propósito é uma invenção da modernidade. Estamos fazendo história enquanto buscamos formas de nos realizar profissionalmente. Questionamos e rompemos paradigmas ao mesmo tempo que ainda não sabemos exatamente o modelo que melhor nos atende. Compreendemos que as antigas formas de trabalho não fazem mais sentido, mas ainda estamos inventando e testando novos modelos e formatos. Na base da tentativa e erro, do aprender fazendo, ainda pisando em ovos, começamos a navegar na era da realização, vamos aos poucos nos sentindo mais confortáveis em ser parte dela.

Para mim, três elementos são muito importantes e quem sabe podem lhe ajudar a tornar a sua navegação um pouco mais fácil:

Faça tudo o que você puder fazer para se conhecer melhor e torne isso uma missão na sua vida: faça um diário, analise seus sonhos, leia textos da Internet, faça terapia, leia livros de autoajuda, faça cursos, converse sobre seus devaneios com amigos, medite, observe-se. Tudo vale! O importante é você encontrar a sua forma, o seu caminho de volta para casa. Eu te garanto que é dentro de você que estão as respostas para uma vida plena e realizada.

Saia da casinha: Se atualize, busque conhecer o que há de novo ou o que é tendência em alguma área que você tenha interesse. Se você gosta de moda e acha que pode se encontrar profissionalmente nessa área, vá atrás do que está acontecendo pelo mundo: leia o que os especialistas estão falando, se envolva com o assunto, procure fazer parte de algum projeto, se ofereça para ser voluntário. É acumulando informação que aquela ideia inovadora pode pintar na sua mente.

Tudo o que você conhece no mundo foi construído por pessoas não mais inteligentes que você. Essa frase do Steve Jobs sempre me ajuda a resgatar a confiança e a coragem para tentar algo novo. Você é criativo, então crie! Se você tem uma ideia, conte para o maior número de pessoas possível, se você tem um projeto, tire do papel. Faça acontecer.

Larissa

Para saber mais, acesse aqui.

Imagens via




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!