Empreendedorismo

Mineiras investem em sanduíches de pão de queijo e fazem sucesso em Cabo Frio

Muita gente já quis largar tudo e vender coco na praia, mas são poucos os que realmente conseguiram fazer isso. No caso da jornalista Paula Maia e da publicitária Amanda Normandia, o sonho se tornou realidade, porém com outra delícia tipicamente brasileira: o pão de queijo. Insatisfeitas com o ritmo acelerado e cansativo de suas rotinas, a dupla mineira resolveu começar uma carreira do zero em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, onde montaram o Minas de Minas, loja especializada em sanduíches de pão de queijo.

Deixar uma carreira promissora de lado para se aventurar no ramo do empreendedorismo não foi uma decisão da noite para o dia. Foram anos de trabalho em suas profissões para que tivessem grana e coragem de fazer diferente. “Atuávamos em nossas profissões em Uberlândia. Esse sonho surgiu durante nossas férias. Viajamos para a ilha caribenha de San Andrés e foi naquela viagem que nos fez despertar o sonho de mudar de vida e ter o negócio próprio”, contaram ao Nômades Digitais. Depois de ter tudo pronto na cabeça, levou mais de seis meses entre preparação, planejamento, cursos e pesquisas até que o negócio se tornasse realidade.

Feito de forma 100% artesanal, o pão de queijo despertou nos cariocas o quanto a iguaria mineira fica ainda melhor quando feita devagar, de forma caseira, com amor e bons ingredientes. Além de vendê-lo puro, as empreendedoras também preparam sanduíches que vão desde a popular lingüiçinha mineira ao molho barbecue e vinagrete, até recheios com hambúrguer artesanal, doces mineiros e vegetariano, além de servir almoço caipira.

A loja no centro de Cabo Frio, inaugurada em dezembro de 2016, comercializa ainda outros produtos característicos do estado, como doce de leite, pimentas, licores e cachaças mineiras. Há também uma food bike própria, que circula próxima à Praia do Forte vendendo os pães de queijo fresquinhos!

Abaixo você confere um pouquinho mais sobre essas duas brasileiras inovadoras e o restante do nosso papo com elas:

– Quem é de MG sempre pode sentir falta do pãozin de queijo, mas também de uma praia, né. Vocês conseguiram unir as duas coisas quando mudaram de vida. Como avaliam essa trajetória que resultou na mudança de vida de vocês?

Aliar o que mais gostamos da gastronomia de Minas com o sonho de ter um negócio próprio na praia, nos fez ter uma realização pessoal e profissional. A trajetória pra que conseguíssemos essa realização foi e está sendo de muito trabalho, planejamento e persistência, porém, sempre prezando pelo nosso principal objetivo que nos motivou a vir morar no litoral, qualidade de vida.

– É comum que a gente de outros estados só encontre o pão de queijo congelado, em franquias…falta aqueeeele gostinho mineiro. A matéria-prima utilizada por vocês faz toda a diferença no negócio? Esse é o ponto chave que torna o Minas de Minas único?

A matéria prima do nosso produto é sem dúvida um dos nossos diferenciais, visto que além de usarmos produtos genuinamente mineiros, nosso pãozinho de queijo é feito de forma artesanal, sem levar na receita nenhum produto industrializado e é isso que o cliente ao provar nosso produto percebe a diferença em relação ao que encontra no mercado.

minas de minas3

– As receitas de pão de queijo são de família? As mães ou avós de vocês faziam pão de queijo?

Em Minas fomos criadas sabendo fazer pão de queijo. Essa é uma tradição mineira que é passada por gerações, O pão de queijo do Minas de Minas, leva a receita que aprendemos com as nossas mães e hoje levamos essa receita mineira para os cariocas.

– A ideia do pão de queijo recheado foi também uma forma de inovar? Já haviam provado ou feito isso antes de abrir as portas do negócio?

A ideia de vender pão de queijo surgiu em casa, que na falta de um pão francês pra usar numa receita de file ao molho gorgonzola, utilizamos pão de queijo. Pronto, ali vimos uma oportunidade. Logo começamos a desenvolver um plano de negócios e procuramos um curso de gastronomia para que pudéssemos ter a consultoria gastronômica para elaborar um cardápio de sanduiches de pão de queijo. Esse foi o diferencial que pensamos para o nosso negócio, já que nem na nossa cidade havíamos provado algo assim.

– Quais são os principais desafios de trabalhar com comida? E quais são as vantagens?

O principal desafio foi atuar em um ramo que não tínhamos experiência. Abandonamos nossas carreiras para entrar num mercado completamente desconhecido por nós duas. A vantagem é que estamos em um estado que as pessoas admiram a culinária de Minas, com isso tanto nossos pães de queijo, quanto o almoço caipira que servimos se tornaram uma referencia da “comidinha mineira”, em Cabo Frio.

minas de minas

– Por que escolheram Cabo Frio para viver? O que esse lugar tem que outros não têm?

A primeira ideia era ir morar na ilha de San Andrés, onde passamos as férias e abrir um restaurante de comida brasileira, porém o plano veio por água abaixo, depois de sabermos que a ilha não abriga estrangeiros. Depois disso começamos a procurar algum lugar no Brasil que tivesse uma paisagem parecida com o da ilha caribenha.

Foi daí que escolhermos Cabo Frio, região conhecida como o Caribe Brasileiro, com um mar de águas cristalinas e com inúmeras opções de esportes que praticamos, como o mergulho, kitesurf e trilhas.

– Empreender em tempos de crise é um problema ou uma solução, uma saída? Qual é a visão que vocês têm atualmente sobre o mercado?

Em momentos de crise é um desafio empreender, mas são nesses momentos que encontrar diferenciais e oportunidades podem se tornar um aliado para o sucesso. O nosso negócio na cidade, é único e não temos concorrentes, ou seja, atualmente já estamos com planejamento para uma futura expansão.

minas de minas4

– Estamos numa era pautada pela tecnologia. De alguma maneira, vocês se desprenderam dela – afinal, não há necessidade de ficar em frente ao computador – mas ainda assim é uma aliada. Hoje, como é a relação do Minas de Minas com o mundo digital, as redes sociais, etc? Acreditam que é uma ferramenta indispensável nos negócios? O feedback dos clientes é mais por esse viés?

Hoje nosso maior investimento em publicidade é no marketing digital. Temos uma pessoa responsável e dedicada a trazer tudo do Minas de Minas para as redes sociais. Acreditamos e investimos nessa parte pois é dela que temos grande feedback dos clientes e conseguimos comunicar de forma direcionada com o nosso público.

– O que aconselham para quem quer começar um negócio do zero, sem experiência nenhuma no ramo?

Planejamento é o principal ponto. Parece genérico, mas é o ponto de partida pra tudo. Depois é necessário buscar uma especialização no ramo que irá atuar, as consultorias são uma ótima opção. Acreditar fielmente no seu produto, mas estar flexível às mudanças que o mercado irá pedir. E por fim, dedicação e muita persistência.

minas de minas2

minas de minas5

Todas as fotos: divulgação




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!