Viagem

House sitting: conheça essa nova forma de viajar pelo mundo, se hospedar de graça e ainda ser pago para isso

Para a nossa sorte, existe um novo jeito de se viajar gastando pouco: é o chamado House Sitting. Com fortes chances de se tornar tendência mundial, a novidade do mercado está presente em alguns sites especializados que cobram apenas uma taxa de adesão, como o TrustedHousesitters e o Mind My House, onde os interessados se cadastram e se candidatam para tomar conta da casa de estrangeiros que vão viajar.

Um dos adeptos da prática é o casal de brasileiros Larissa e Carlos, do blog Vida Cigana, que ao largar seus empregos em busca de conhecer o mundo, descobriram a Nova Zelândia morando de favor, gastando em torno de 30 dólares por dia cada um. É praticamente uma troca de favores, o que é bem interessante para mochileiros e aventureiros que trocam facilmente uma hospedagem em hotel ou o aluguel por uma casa toda mobiliada de alguém disposto a confiar nas mãos dos viajantes.

Depois da primeira experiência, a dupla passou por diversos house sittings em outros países, durante quatro meses de viagem. As tarefas de uma “babá” da casa incluem limpeza, cuidados com o jardim, com os animais de estimação, piscina e outros itens básicos que todos, certamente, já faziam em suas próprias casas. Tudo para que o dono do lar retorne e não encontre surpresas desagradáveis, rendendo uma boa referência ao cuidador da casa.

housesitting3

House-Sitting-Hamilton-4

Housesitting em Whitianga

Housesitting em Whitianga

housesitting8

housesitting10

housesitting7

housesitting2

housesitting9

housesitting6

housesitting

Fotos: Vida Cigana, Mind My House e TrustedHouseSitters

Foto do topo: checkboxservices




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!