Viagem

Fotógrafos percorrem 50 estados americanos registrando casamentos

Tudo começou o ano passado, em Curitiba, no despertar de ver coisas novas, fotografar diferenças, sair da rotina, viajar, criar uma energia positiva, inserir a confiança e diversão no dia a dia e, principalmente, passar mais tempo juntos em família. O casal de fotógrafos Grasi Favoreto e Dani Correa e o filho de 8 anos colocaram o pé na estrada no início de 2015 em uma van adaptada para viver uma experiência única: fotografar casamentos em 50 estados americanos. A ideia é registrar o berço do DIY (Do it yorself) – faça você mesmo – onde os noivos são incentivados a colocar a personalidade nos detalhes, ao invés de seguir apenas as tradições. O projeto US Wedding Tour já passou por 15 estados, entre eles New Orleans, Arizona, Missouri, California, Florida, Maryland, Virginia e New York e está com agenda completa até o final do ano. Com duração de dois anos, o projeto será finalizado com o lançamento de um livro de imagens.

foto2

foto4

Eles abriram uma empresa de fotografia em Curitiba por cinco anos, a Rocker in Love, mas decidiram correr atrás do sonho de vivenciar coisas novas e ganhar um novo olhar para o mercado de casamentos. Quando chegaram nos EUA, pesquisaram sobre o trabalho de outros fotógrafos e perceberam que os casamentos no país são bem diferentes. “As noivas colocam sua personalidade nos eventos, já fotografamos em museus, zoológicos, aquário, no quintal da casa da vó. Aqui o glamour está mais ligado a personalidade do casal do que a estrutura do evento em si”, explica Grasi. Durante dois anos, colocaram as ideias no papel, começaram a fechar os primeiros contratos, planejar o roteiro e no início de 2015 iniciaram a viagem.  

foto3 

A ideia é fugir sempre das poses obvias, cores, paisagem típica ou composições formais. Com formação em jornalismo e cinema, o casal apresenta um estilo aberto e segue a linha do fotojornalismo, com uma veia artística. “Nos concentramos em conhecer o casal, suas preferencias e estilo de vida para que o trabalho se torne natural, confortável e divertido no grande dia. Nosso casamento preferido é sempre o próximo”. Os casais foram escolhidos por local e data disponível, mas também pela história que têm para contar.

foto6

foto7

foto8

foto9 

O filho foi o grande incentivador dessa aventura. “Quando ele nasceu, foi o empurrão para abrir a empresa de fotografia e se estabilizar. Quando fez três anos ele nos mostrou que quem tem empresa é empresário e empresário “nunca tem tempo para brincar”, lembra Grasi. Hoje ele acompanha os pais nos casamentos com sua câmera na mão, e já produz suas próprias imagens.  Nos EUA existe o sistema de Home School, que permite que o filho continue os estudos durante o período do projeto.

foto1

foto5

No site do projeto é possível conhecer o trabalho do casal, ver muitas imagens de casamento e entrar em contato. Entre um casamento e outro, sobra tempo para tratar imagens, soltar pipa com o filho, montar álbuns, conhecer novos lugares, conversar com os clientes, fazer novas amizades, trocar experiências e fazer turismo. “Viajar é o nosso exercício favorito para manter os olhos afiados com as novas ideias e possibilidades. É sempre refrescante, trabalhando ou não, estamos em constante movimento“, finaliza. 

foto10




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!