Viagem

Foi o turismo e não ‘o álcool’ que matou os simpáticos porquinhos das Bahamas

As Bahamas são famosas pelo sol, a água cristalina, a areia branquinha e… Por abrigar porcos nadadores! Que infelizmente, estão morrendo. 

Sim, até dez dos porquinhos foram encontrados mortos em Big Major Cay, uma de suas ilhas. E apesar de reportagens sugerirem que a causa do óbito foi o consumo de doses de bebidas álcoolicas oferecidas pelos turistas, o inspetor da Bahamas Humane Society, Ventoi Bethune, contou a National Geographic que a provável razão foi a ingestão de areia.

Porco 3

Veterinários que visitaram o local encontraram grandes quantidades dessa substância nos estômagos dos animais mortos, e de acordo com Bethune, isso pode ter acontecido por conta do alto fluxo de visitantes, que jogam pequenas quantias de comida na praia.

Bethune garante que os porcos vivem nesta ilha há muito tempo, e estão acostumados a caçar seu próprio alimento. Mas com o aumento do fluxo de turistas, eles estão confiando nos “presentes” dos seres humanos para se alimentar.  “Agora, eles passam mais tempo na praia do que na floresta”, contou.

Porco 4

As mudanças climáticas também podem ter colaborado com a morte dos porcos, já que ouve uma seca incomum nas Bahamas em janeiro. A fonte natural de água dos porquinhos secou acredita-se que este fato também pode estar relacionado com a causa da sua morte.

Porco 1

Os porcos nadadores populam a região das Bahamas há décadas, mas sua origem atual é um mistério. Reza a lenda que eles nadaram até a terra depois de um naufrágio, ou foram deixados na ilha por marinheiros que planejavam voltar para comê-los, mas nunca mais apareceram.

Fotos: reprodução




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!