História Nômade

Eles trocaram o ar-condicionado pelo ar puro, sem mudar de profissão

Imagine só levar seu trabalho na mala com a opção de manter a profissão que você escolheu e estudou bastante para conquistar, e ainda sem precisar depender de uma sala fechada com ar-condicionado 5 dias por semana? Seria maravilhoso, não!?

Foi isso que o casal Luis Gustavo e Bárbara Mees fizeram. Ambos são advogados e tomados pelo desejo de viajar, trocaram o ar-condicionado do escritório pelo ar puro, numa viagem de 1 ano pelo Brasil, a bordo de uma Defender 110 carinhosamente apelidada de “Land Homer” pois eles adoram os Simpsons!

Bárbara e Gustavo do Mees na Estrada

O que os impulsionou a tirar este projeto do papel e entrar em ação, foi o curso Como ser um Nômade Digital, onde eles aprenderam o passo a passo para estruturar um negócio online e assim geraram coragem para colocar o pé na estrada, usando um planejamento estruturado que lhes dá a segurança necessária para manter o projeto.

Confere só o bate papo que tive com eles sobre os detalhes do projeto Mees na Estrada e inspire-se:

Nômades Digitais – Bárbara, me conta qual é a ideia do projeto?

Bárbara Mees – A ideia principal do nosso projeto é mostrar para as pessoas que mesmo na advocacia é possível se tornar um nômade digital, ter mais liberdade de horário e de deslocamento. Queremos incentivar o maior número de pessoas possível a saírem de sua zona de conforto e aproveitarem a liberdade que a internet nos dá, bastando um pouco de planejamento e coragem para mudar. Como a grande maioria dos processos judiciais já são eletrônicos, isso nos permitiu maior mobilidade. Basicamente tudo que é possível fazer pelo computador em locais com conexão à internet nós fazemos. E os trabalhos que exigem a presença física do profissional, como audiências, por exemplo, nós delegamos para colegas de confiança na nossa cidade.

ND – Gustavo, qual é o roteiro da viagem?

Luis Gustavo – Estamos fazendo a viagem em duas etapas, primeiramente pelo sul do Brasil entre outubro e dezembro. Depois retornamos para Curitiba para organizar mais algumas coisas e em 11 de fevereiro de 2016 (dia em que completaremos 5 anos de casados) subiremos toda a costa litorânea brasileira, adentrando para o interior em Manaus. Depois desceremos pelo interior do Brasil até retornar a Curitiba em outubro/2017.

Roteiro de viagem do projeto Mees na Estrada

ND – E o “Land Homer”, conta pra gente como foi essa escolha Gustavo?

LG – Depois de muita pesquisa optamos pela opção mais queridinha dos viajantes de carro: o Land Rover Defender 110 com barraca de teto. Também adaptamos um mini motor home dentro do carro para facilitar nosso dia-a-dia na nossa casa rodante. Demos a ele o nome de Land Homer pois somos muito fãs dos Simpsons e achamos que as características do Defender tem tudo a ver com o Homer, já que é um pouco atrapalhado, beberrão (de diesel), barulhento mas ao mesmo tempo libertário, corajoso e muito carinhoso com sua família.

Land Rover do Mees na Estrada

ND – E qual é o planejamento de vocês com relação as fontes de renda, Bárbara?

BM – Além de termos juntado nossos próprios recursos financeiros nos últimos anos para essa viagem longa, além da renda advinda do trabalho no nosso escritório, também alugamos o nosso apartamento em Curitiba pelo site do Airbnb, o que nos têm dado uma excelente amostra da economia colaborativa e a possibilidade de poder proporcionar maior mobilidade para outros nômades.

ND – E com relação ao curso, “Como ser um Nômade Digital”, qual foi a importância dos aprendizados pra vocês colocarem o projeto pra rodar?

Mees na Estrada – O curso foi uma ferramenta de organização passo a passo fundamental para podermos colocar nosso sonho em prática. Hoje ainda estamos no nomadismo digital apenas como prestadores de serviços, mas a ideia no futuro é ampliarmos os horizontes e partir também para os infoprodutos, algo inovador, prático, de qualidade e que tem conquistado muitas pessoas no mercado, inclusive nós. E conhecer a Jaque e o Eme pessoalmente foi uma grata surpresa. As dicas que nos deram nos poucos minutos que conversamos deram um gás extra pra gente seguir firme!

Casal do Mees na Estrada conhecendo Jaque Barbosa e Eme Viegas

Viu só como é possível focar no que é realmente importante sem necessariamente abandonar sua profissão? Toda mudança requer planejamento e organização para minimizar perdas e evitar frustrações. Afinal, se você quer, você pode!

Os idealizadores do projeto:

Casal Bárbara e Gustavo do Mees na Estrada

– LUIS GUSTAVO WIGGERS MEES – Um catarinense de 34 anos apaixonado por viagens, trilhas e contato com a natureza. Sempre preparado com um kit de sobrevivência no caso de ocorrer um “apocalipse zumbi”. Natural de Ituporanga-SC, advogado de formação, amante de música. Adora livros, histórias, seriados e viver a vida.

– BÁRBARA RENATA DA SILVA MEES – Uma aquariana de 31 anos que ainda acredita na beleza do mundo e na bondade das pessoas. Curitibana e advogada de formação, adoradora dos animais, fotografia e cinema. Abominadora do formalismo e da falta de criatividade que tanto nos rotulam na advocacia.

Tive o prazer de conhecer este casal especial e ficar hospedada junto com eles, e mais uma galera, na mesma casa durante um final de semana quando fizeram a primeira parada em Florianópolis, onde participamos juntos de um evento sobre autoconhecimento o Firefly Wonderland.

Mees na Estrada se apresentando no Firefly Wonderland

Conheci o “Land Homer” e isso me deu ainda mais inspiração! Pois colocar o pé na estrada também é um sonho meu e do meu marido, estamos planejando esta realização. E você, qual é o seu sonho? Coloque-o no papel, inicie seu planejamento e parta pra ação!

Acompanhe o projeto “Mees na Estrada” por aqui:

SiteFacebookInstagramTwitter

Até a próxima história inspiradora que ganhou forma e se tornou realidade dentro do curso Como ser um Nômade Digital!

Vanessa Dahlke

Vanessa Dahlke é Organizer Coach e você pode acompanhar o seu trabalho aqui.

PS: Se você também é aluno do curso Como ser um Nômade Digital e colocou seu projeto em ação a partir dos ensinamentos adquiridos com o curso, envie sua história para [email protected]. Quem sabe sua história aparece por aqui também 😉

TAGS:
POR:

Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!