Empreendedorismo

Ele está viajando há 10 anos e explica por que você não deve largar tudo para viajar

Will Hatton, 26, também conhecido como The Broke Backpacker, tem viajado pelo mundo desde que tinha 19 anos, quando uma lesão o fez mudar o rumo de sua vida e comprar um bilhete só de ida para a Índia. Daí não parou de viajar e acumulou mais de 60 países desde 2008.

hatton

Atualmente, ele está em uma viagem de três anos da Inglaterra para a Papua Nova Guiné, que está fazendo inteiramente sem o uso de aviões. Ele pegou carona em toda a Europa e até através do Irã, caminhou pelas montanhas do Paquistão e em seguida andou de tuk tuk por toda toda a Índia. Agora ele está voltando pelo Paquistão e indo para o Sudeste Asiático, onde planeja construir um barco para navegar ao longo das Filipinas e Indonésia, e, finalmente, a Papua Nova Guiné.

Este tipo de intensa aventura é o sonho de muitos. Mas na verdade, nada supera a vontade que as pessoas sentem de ‘abandonar o trabalho para viajar’, no entanto, Hatton não acha que uma boa ideia.

Se você quiser sair do seu trabalho para viajar, definitivamente você deveria fazer isso, no entanto, saiba que é preciso ter um plano’, disse ao Insider.

MG_0032-1

Tenho viajado por anos e anos, mas por muitos anos passei muito sufoco com dinheiro’, afirmou. ‘Às vezes eu sequer tinha dinheiro suficiente para comer ou, se se quisesse ir para casa não tinha dinheiro suficiente para pagar por um bilhete de avião. Foi divertido, foi uma experiência, mas é uma coisa de moleque’, contou.

Hatton sugere que, invés de deixar tudo para trás para sair pelo mundo, as pessoas deveriam achar um trabalho que lhes permita trabalhar com um notebook em qualquer lugar do mundo.

hatton-

Vamos ser honestos, isso é o sonho. Se você pode trabalhar olhando para uma vista bacana com uma cerveja gelada ao lado é muito melhor. Eu realmente acho que as pessoas deveriam se interessar mais em encontrar oportunidades para serem nômades digitais ao invés de apenas sair viajando o mundo, se divertirem por um tempo e depois terem que voltar para terem a mesma vidinha frustrante de novo. Isso é deprimente. Ninguém quer fazer isso’, finalizou.

Todas as imagens: Reprodução




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!