Viagem

Cidades na Espanha estão tirando nomes de ditadores das ruas para os substituir por mulheres

Por quê destacar o nome de um ditador em praça pública, quando pode-se apontar o de uma mulher que destacou-se na história?

É com essa a mentalidade que os líderes de cidades espanholas como León, Bilbao, Córdoba e Valença, estão acabando com referências a ditadura de Franco, que terminou em 1975, e dando novos nomes a determinadas ruas, nomes de figuras do sexo feminino que fizeram a diferença!

Puente_e_iglesia_de_San_Antón_(Bilbao)

Após um levantamento em 2007 que apontou que apenas 5% das ruas espanholas tinham nomes de mulheres, o número cresceu, mas não alcançou os 10%. Na contra-mão, porém, Córdoba estipulou desde 2005 que, no mínimo, metade de suas novas ruas deveriam homenagear as mulheres.

Cordoba

No centro histórico de Valença, por sua vez, 8 nomes de ruas mudarão para destacar moças importantes. E 4 entre 5 nomes de novas vias deverão levar o nome de mulheres . Figuras como a escritora espanhola Carmen Martín Gaite e Rosa Lexemburg já estão entre as escolhidas. E em León, ruas já levam o nome de Frida Kahlo, Jane Austen e Rosa Parks. Em São Paulo, ainda não existem planos de mudar nomes de ruas para homenagear mulheres que fizeram história. Que a ideia dos espanhóis nos sirva de inspiração!

valencia-1157623_1280

Fotos: Wikimedia Commons, Pixabay,




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!