Empreendedorismo

7 sinais de que você tem um espírito livre e aventureiro

Se não agora, quando?
Se não eu, quem por mim?
Se não aqui, onde?
Rabbi Hillel

Quem nunca sonhou com uma grande aventura? E quantas vezes achamos desculpas esfarrapadas para não entrarmos em novas situações que nos tiram do conforto do qual estamos tão acostumados?

Todos temos um espírito livre, mas muitas vezes o aprisionamos em nossas rotinas e limitações mentais, que o impedem de se manifestar como gostaríamos. Assim, o instinto vital e aventureiro fica apagado, sem vida, ofuscado pelo medo de sair da zona de conforto. Acabamos ficando nas nossas rotinas e deixando de lado a sã ousadia.

Mas existem alguns traços que, se cultivados com interesse, fazem com que a nossa vida ganhe graça e aventura.

Eis então sete sinais que indicam que você tem um espírito aventureiro aceso (e caso esteja apagado, ‘bora lá reacender!)

1. Você se permite viver experiências sensacionais

Aquilo que mais te motiva na vida são as experiências de qualidade. Por isso você cultiva com muito amor as relações com pessoas, lugares e coisas que te fazem bem. Você já sabe que eles podem te oferecer momentos inesquecíveis. Mas claro que você também adora o novo!

Sempre que aparecem oportunidades para uma viagem para um lugar desconhecido, você fica se coçando de vontade de ir. Faz de tudo para conseguir se organizar para viver experiências sensacionais: aquelas que te mostram como a vida é cheia de graça.

O contato com a natureza selvagem (item 7), o contato com novas pessoas, novas culturas, novos modos de pensar, boa música, fogueira na praia, etc. Tudo isso te inspira tão fortemente que você não consegue se segurar e se joga (item 3)

2. Você tem perseverança

Por mais que esta característica pareça ser um freio ao ímpeto aventureiro, na verdade ela o qualifica. O aventureiro reconhece que é pequeno em relação à grandeza do universo, mas sabe que tem o seu valor. Sabe que é dando um passo de cada vez que se realizam grandes coisas.

A perseverança aqui é sinônimo de paixão e entusiasmo. Ao falhar (item 3), você não desanima e tenta de novo. Uma trilha difícil para você é um desafio entusiasmante. Entrar em uma nova aventura requer muita capacidade de ser resiliente, ou seja, de enfrentar os próprios limites e ir adiante, para poder viver novas experiências também do ponto de vista interior. Você passa a reconhecer que quanto mais vai em direção do desconhecido (item 4), mais você encontra satisfação nas coisas que faz, e mais conhece lados inusitados de si mesmo. As vivências ganham mais cor e vibração.

3. Você ama desafios e não tem medo de falir

Ousar faz parte do seu vocabulário pois você segue suas idéias inspiradoras com coragem, afastando os pensamentos negativos. Desistir não é com você. Enxergar as dificuldades como desafios é um mantra para você. Nunca desanima no primeiro obstáculo. Muito pelo contrário, eles te estimulam a pensar novas soluções. Você acredita tanto no que faz e nas coisas que quer construir, que não se deixa abater com os falimentos. Você os encara como uma mensagem da vida, como se ela estivesse dizendo para tentar outra direção.

Você aprende com as falhas, e começa de novo. Você não quer viver com as mãos atadas, com medo de todos os males que “poderiam” acontecer. Então você se joga mesmo. Enfim, você não tem medo de ser feliz (e nem de sofrer!)

Não se esqueça o quanto a terra adora sentir seus pés descalços e o quanto o vento tem vontade de brincar com os seus cabelos
Kahlil Gibran, O Profeta

AventuraND2

4. Você tem uma forte atração pelo desconhecido

O não usual faz você sentir que está se imergindo num poço de conhecimento superior sobre si mesmo. Um poço desconhecido, mas real e verdadeiro. Apesar de incerto, no fundo no fundo você tem a nítida impressão de ser um conhecimento já conhecido, mas esquecido. É uma atração tão forte, um magnetismo ao qual você não opõe resistência, pois confia que o salto no escuro é muito revelador e na maioria das vezes surpreendentemente bom.

5. Você confia no seu sexto sentido e nos sinais da vida

Ao invés de ficar perdido na própria complexidade pessoal, na negatividade rotineira, você prefere dar ouvidos ao seu instinto, que apesar de não falar nada, sabe o que é melhor para você. Você presta muita atenção no seu coração, notando como se sente.

Quando não está bem, parte em busca de soluções para a dor. Ao mesmo tempo, você fica ligado nos sinais da vida. Você confia que você é parte de uma criação muito maior. E que esta criação está junto com você o tempo todo. Falando uma linguagem não verbal. Nota situações, coisas e pessoas que aparecem, que proporcionam novas sensações, ou que indicam um novo caminho. Com essas bússolas, você caminha em busca do que quer da vida e atento ao que a vida quer de você.

6. Você curte momentos de total solidão, para somente SER (e não FAZER nada)

Você adora uma boa farra em boa companhia, mas também adora o silêncio. Consegue equilibrar esses elementos em sua vivência. A solidão te fortalece pois te faz despertar para sua essência. Faz com que você dê mais ouvidos ao seu eu-interior e ligar menos para as opiniões alheias. Esses momentos de somente ser desligam os seus medos e inseguranças, te abrem a uma conexão forte e de qualidade com a vida. Reforçam seu ímpeto aventureiro, amenizando os barulhos repetitivos e desencorajantes da mente.

7) Você ama incondicionalmente o contato com a natureza selvagem

Para você o contato direto com a natureza não tem preço. Lá você consegue entrar na essência vital, deixando-se abraçar e acolher pela natureza. Você possui uma sensibilidade para se conectar plenamente com ela. Você se comove com fenômenos naturais, mesmo de pequena entidade. E fica extremamente irritado ao ver o descaso com ela.

Por isso seus destinos favoritos são lugares selvagens, ou com pouca interferência da civilização. A sua grande beleza e simplicidade te transmitem paz e amor. Fazem você ficar desperto para o verdadeiro sentido da vida. Estar na natureza selvagem te ajuda a ver as coisas com os olhos da alma. Eleva seu impulso aventureiro. Isso é de valor inestimável.

AventuraND1

E aí? Se identificou com esses sinais?

Conta pra gente nos comentários, é muito legal conversar sobre isso!

Se recordados e praticados com frequência, esses sinais estarão sempre com você. A chama ficará acesa, e com pouco esforço, você logo entra numa nova aventura.

Cultivando a sua autêntica natureza e aquela sensação de “estar vivendo de verdade”!

PS- Ah, um bom indicador do seu espírito de aventura é o seu grau de conexão com a natureza: interior e exterior. Por isso, caso você queira saber seu grau de conexão com a sua autenticidade natural e com o mundo, faça este teste bem legal! Clique aqui para ir ao teste agora!

ass_isagama

Conheça melhor o trabalho da autora no seu projeto Desenvolvimento Natural.




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!