Viagem

7 dicas para curtir o maravilhoso turismo gastronômico italiano

Viajar e conhecer novas cozinhas é uma das melhores coisas do mundo. Se essa cozinha for italiana então, a experiência se torna ainda mais incrível. São queijos, massas e pizzas para todos os gostos e bolsos, que ainda podem vir acompanhados de um bom vinho montepulciano para fechar com chave de ouro.

A cozinha italiana deve ser provavelmente a cozinha mais popular de todo o mundo, estando presente nos mais diferentes tipos de países. A origem das suas famosas massas, por exemplo, é desconhecida. A história mais popular é de que Marco Polo tenha trazido o macarrão ao país após uma viagem à China, mas muitos dizem que isso não passa de uma lenda.

I4MIIMHZ5M

Já as pizzas foram levadas para a Itália durante as Cruzadas, no século 11, por turcos que desembarcaram no porto de Nápoles. Na época, era apenas um pão (como o sírio de hoje) coberto com carne e cebola. Mas os napolitanos foram desenvolvendo novas massas e recheios até que se chegou a pizza que conhecemos hoje (obrigado por isso, Nápoles!).

R926LU1YEA

E como comida é um assunto pra lá de sério para os italianos, fizemos uma lista com algumas dicas para você não fazer feio durante sua viagem ao país. Confira:

1. Vá preparado para comer muito

Na Itália se come muito. E muito bem. Se você não quer voltar da viagem com uns quilos a mais, é bom fazer uma dieta antes de ir. Lá, não tem essa de pedir somente um prato. Os restaurantes costumam servir três refeições: o antipasto, que é uma entrada, o primo, que são as massas e risotos, e o secondo, que são as carnes, frangos ou peixes. E se você recusar algum deles pode se preparar para um olhar bem torto do garçom.

2. Pizza 2 sabores

Sabe pedir uma pizza com dois sabores? Lá na Itália eles não curtem muito isso. E na verdade chegam a ficar até confusos, pois é algo que não faz parte da cultura italiana. Hoje, até como uma forma de agradar os turistas, alguns restaurantes aceitam esse pedido. Mas não vá achando que eles vão ficar feliz com isso não. Então o melhor que você tem a fazer é pedir uma pizza por vez (acredite, você vai querer repetir!).

F3B1B0DA3B

3. Não corte o macarrão

Nunca, de jeito nenhum, corte um macarrão. O bom e velho italiano vai preferir a morte a ver essa cena (sim, eles são um tanto quanto dramáticos também)! Se tiver dificuldades, use uma colher para te ajudar a enrolar o espaguete no garfo, mas cortar, jamais!

K5SKTOQN0U

4. Limpe o prato com gosto

Sabe aquele costume de limpar o prato com o pão que é muitas vezes visto com maus olhos aqui no Brasil? Pois se prepare para deixar seu prato bem limpinho na Itália! Lá isso é um costume, e eles têm até uma expressão para o ato: fare la scarpetta. É o melhor jeito de agradar o chef e demonstrar que a comida estava realmente boa!

NC1DGJG544

5. Se veio sem queijo ralado, tem um motivo

Se o seu prato com frutos do mar chegar na mesa sem o queijo ralado, não foi porque alguém esqueceu de mandar. Mesmo que tenha uma massa no meio, eles jamais polvilham o prato com o queijo. Isso porque acreditam que o queijo ralado rouba o sabor dos outros ingredientes, tirando todo o foco principal do prato.

ABFRSZL8XB

6. Bistecca alla Fiorentina bem passada não!

Sabe o costume que temos aqui de pedir carne bem passada? Lá na Itália tem um prato bastante popular, o Bistecca Alla Fiorentina, cujo esse pedido chega a ser um crime. Os chefs não aceitam de jeito nenhum, e muitos restaurantes chegam até mesmo a colocar um aviso na porta para os clientes mais desinformados.

bisteccaallafiorentina_1000x1250-joseph-deleo

7. Preste atenção aos horários dos restaurantes

E por último, mas nem por isso menos importante, é bom prestar atenção nos horários dos restaurantes. Não pense que vai conseguir almoçar depois das 15h, ou então jantar antes das 19h30. Apesar dos locais já abrirem às 17h, até às 19h servem apenas bebidas e aperitivos.

9D0F9026F8

Imagens © Saveur/StockSnap

*Este post faz parte do canal especial criado pelo Nômades Digitais em parceria com a BPPTAG. Uma ode aos dias intensos, às rotinas pulsantes e às vidas livres. Viajante, ciclista, skatista, surfista, cervejeiro ou baladeiro, vale a pena seguir o que preparamos para você aqui.




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!