Empreendedorismo

4 pistas e exercícios para descobrir seus próprios talentos

No último post, falei sobre a importância de conhecer os nossos talentos e construir uma vida que tire melhor proveito deles. Nesse post, te apresento um exercício de auto-observação de 4 pistas que seus talentos costumam deixar e que, se você prestar atenção, vai conseguir nomeá-los. Estou falando de: Desejos, Aprendizado rápido, Satisfação e Flow.

Desejos

Talvez por alguma propensão genética ou estímulo externo, quando criança, você se sentiu atraído por algumas atividades e repelido por outras. Talvez pressões sociais ou financeiras tenham te impedido de seguir estes impulsos. Não importa se foram reprimidas ou não, essas conexões mais fortes continuarão a atraí-lo e é importante prestar atenção a elas. Busque no passado e no presente estas atividades, elas podem ocultar talentos.

Aprendizado rápido

Algumas vezes, algo nos inflama e é a velocidade e intensidade com que aprendemos uma nova técnica que nos indica que tem algum talento sendo revelado. Fique atento, não importa a idade em que isso ocorra – se você está aprendendo muito rápido sobre algo, investigue o assunto com profundidade para identificar os talentos que estão tornando isso possível.

Satisfação

“Como isso é bom!” Fique atento a atividades positivas que lhe trazem energia psicológica e satisfação. A forma recorrente com que reagimos ao mundo é uma expressão dos nossos talentos e dispara imediatamente uma sensação de prazer pelo nosso cérebro. Por exemplo, observe quando você atingiu uma meta, o que te deixou feliz ao atingí-la: foi fazer com os outros, colocar ordem no caos, liderar um time, poder criar novas ideias ou analisar algo para encontrar a “verdade”.

É essa satisfação que ajudou a manter, por exemplo, o Silvio Santos tanto tempo no ar, o Túlio Maravilha na busca dos mil gols e Charles Schulz desenhando o Snoopy por 40 anos.

Flow

Essa pista é a minha favorita. Quando aplicamos nossos talentos, entramos em estado de flow, aquele estado onde a pessoa se encontra completamente absorvida e fluindo em uma atividade. É quando estamos totalmente absorvidos com o que fazemos e não vemos o tempo passar. O estado de flow, também chamado de experiência máxima, faz com que o indivíduo se envolva completamente na atividade que está exercendo, empregando nela aquilo que de melhor ele tem a oferecer. Nos momentos de flow, atividade e a pessoa se tornam um só.

Por exemplo, ao escrever este texto estou em estado de flow, me sinto no controle, com concentração profunda, totalmente presente, no limite da minha competência. Escrever este texto revela pra mim dois dos meus talentos: estudioso e realizador.

Gosto de aprender, sou curioso e isso me dá muito prazer mas também gosto de colocar o que aprendi em prática, de realizar, construir. Este texto materializa e compartilha conhecimentos adquiridos e me colocam em uma espiral virtuosa de continuar aprendendo e materializando este aprendizado em textos, cursos, vídeos, consultoria, coaching ou projetos.

Resgatar os momentos de flow são as pistas mais fortes para descobrir nossos talentos.

Quer uma dica? Crie um diário de flow, anotando o que você estava fazendo, onde, como e com quem, quando entrou em um desses momentos. Depois de um tempo, ao reler o que você anotou, poderão surgir padrões e insights que revelam algum talento.

E você? Sabe quais são seus talentos? Como você os aplica todos os dias?

ass-bruno

Nota: essa é uma série de 3 textos sobre talentos. Este é o segundo da série (o primeiro está aqui). Fique atento e descubra o próximo.

Texto originalmente publicado no site Overfora.

Créditos das fotos: Maia Flore




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!