Brasileiros Viajantes

12 coisas que vão fazer você se apaixonar para sempre pela Nova Zelândia

Brasileiros Viajantes de hoje vai até um lugar que bem conhece. Da Nova Zelândia, já contamos muitas coisas, mostramos muitas paisagens incríveis e com certeza já plantamos a paixão pelo país por aí. Mas hoje a viagem é diferente: vamos com o Léo e a Fernanda, do blog To Indo Viajar, saber o que os faz amar tanto essa terra. Vem ler:

A Nova Zelândia é um país de paisagens incrivelmente lindas e muitas vezes você tem a impressão de estar dentro de um filme ou de um quadro. Só aí já existe um super bom motivo para se apaixonar por essa terra.

Mas depois que viemos morar aqui nós conseguimos listar mais 12 motivos que acreditamos que vai fazer você se apaixonar também.

1. Segurança

Esse foi um dos fatores decisivos quando optamos em sair do Brasil. A gente queria morar num lugar onde seria possível andar na rua com o celular na mão, parar no farol e poder manter os vidros do carro aberto e até mesmo andar de mochila/bolsa nas costas sem se preocupar em ser assaltado ou furtado a qualquer momento.

É claro que a Nova Zelândia não está livre de furtos, assaltos e crimes. Mas a proporção que essas coisas acontecem em relação ao Brasil é incomparável. Só para ter uma ideia, a polícia neozelandesa não anda portando arma de fogo. E o funcionário que abastece o caixa eletrônico com dinheiro (que, por sua vez, fica na calçada sem nenhuma proteção) vai com um “saco” de dinheiro, abre o caixa, coloca o dinheiro e fecha o caixa. Simples assim! Não vemos polícia ao redor, ou um batalhão de seguranças ou homens fortemente armados dando cobertura nesse procedimento. É simplesmente um ou dois homens e a sua bolsa grande cheio de dinheiro.

NZAmor6
Ruas de Christchurch, abril de 2016

2. Lazer e qualidade de vida

A Nova Zelândia é extremamente rica quando o assunto é lazer ao ar livre e qualidade de vida. Há sempre muitos lugares cercados de natureza para curtir a vida e agrada diferentes gostos. O país é um paraíso natural repleto de parques, praias, lagos, montanhas e vulcões.

A maioria das crianças cresce se divertindo: eles esquiam e patinam no gelo no inverno, desbravam centenas de trilhas de mountain bike ou a pé, escalam, surfam, fazem diversos esportes aquáticos e tudo de mais divertido que você possa imaginar. E, quando crescem, continuam fazendo a mesma coisa e acrescentam viagens e esportes radicais.

A Nova Zelândia é um país livre de poluição. E, na grande maioria, eles dão muito valor a se alimentar melhor e se exercitar. E claro que isso contribui para um estilo de vida mais leve e mais agradável.

NZAmor4
Hagley Park em Christchurch, abril de 2016

3. Salário justo

Apesar de acharmos que o custo de vida na Nova Zelândia é relativamente alto, é totalmente possível viver dignamente ganhando um salário mínimo. Trabalhando por volta de 40 horas semanais e ganhando o mínimo você consegue pagar seu aluguel, pagar as contas de casa, fazer supermercado, gastos com transporte e ainda sobra uns trocados para se divertir no final de semana ou até mesmo juntar um pouco de grana para uma próxima viagem.

4. Priorizar viver a vida

Não se espante se você conhecer algum kiwi (apelido dado a quem nasce na Nova Zelândia) trabalhando apenas 8 meses no ano e os outros 4 meses saindo de férias para viajar ou até mesmo só para relaxar. Isso é mais comum do que nós imaginávamos. E isso não quer dizer que eles não priorizam ter um bom trabalho ou não dão valor pra isso. E sim que eles se importam mais em viver a vida do que apenas trabalhar.

Nas escolas as crianças têm ferias de mais ou menos 6 semanas em dezembro/janeiro e mais 4 mini-férias de 15 dias cada durante o ano. Segundo eles, esse break ajuda no aprendizado e dá um tempo para a criança curtir melhor a infância.

5. Viajar e viajar mais!

A Nova Zelândia é dividida em ilha norte e ilha sul e seu tamanho é um pouco maior do que o estado de São Paulo. E viajar de carro ou motorhome pode ser simplesmente uma daquelas viagens mais incríveis que uma pessoa possa fazer. Viajar de carro vai te render fotos lindas, pois te dá o direito de conhecer vistas maravilhosas e cenários dignos de um sonho. E pra completar as estradas são bem sinalizadas, na maioria das vezes com pouco tráfego e SEM pedágio.

NZAmor1
Caminho de Queenstown a Glenorchy. dezembro de 2015

NZAmor7

Caminho de Queentown a Wanaka, dezembro de 2015

NZAmor8
Eestrada passando em frente ao Lake Tekapo em Outubro de 2015

Ah! Se tiver a oportunidade, não deixe de viajar de avião também, pois com certeza pode ser incrivelmente lindo. Uma vez voamos de Auckland a Christchurch e a vista das montanhas com neve e o mar bem azul no fundo se misturando com o céu foi de encher os olhos.

NZAmor10
Vôo de Auckland a Christchurch, agosto de 2015

6. Serviços públicos de qualidade

Normalmente tudo funciona muito bem por aqui. O transporte público é pontual, limpo e seguro. O hospital público é ótimo e o sistema de educação é considerado um dos melhores do mundo.

7. Adeus corrupção!

Por volta de uns 30 anos atrás a Nova Zelândia era considerada um dos países mais corruptos do mundo. Mas eles conseguiram colocar o país nos eixos e hoje faz parte de um dos países MENOS corruptos do mundo, perdendo só para a Dinamarca.

As leis aqui funcionam e são super bem respeitadas. O imposto que nós pagamos é totalmente voltado em prol da população e nós conseguimos ver os bons resultados dessa aplicação no dia a dia.

8. Honestidade

Pra gente foi muito louco acreditar que existe uma caixinha de dinheiro, acompanhado de frutas na beira da estrada com um cartaz com o preço e sem ninguém do lado. Pois é, a “honesty box” é muito conhecida por aqui, traduzida como caixa da honestidade. As pessoas que estão passando pela estrada, param, pegam as frutas, deixam o dinheiro e no final do dia o dono da caixinha recolhe o dinheiro da suas vendas.

No mercado também existe aquele sistema de auto-atendimento onde você mesmo é responsável por passar a sua compra no caixa e pagar por ela. E ambos são pequenos exemplos que funcionam bem, já que a cultura kiwi é ser honesto.

9. Ser ao invés de ter

Não importa para o kiwi se você tem o carro caríssimo ou se anda de carro velho. Não importa também se você se veste com roupas de marca ou se anda com qualquer roupa na rua e pinta o cabelo de verde. Eles nunca vão te julgar ou te discriminar pelo o que você tem ou pelo seu estilo. Eles valorizam a pessoa que você é e pelas suas atitudes.

E é muito comum um trabalhador de obra frequentar o mesmo local que um empresário rico sem sofrer qualquer tipo de preconceito pela sua classe social ou pela sua profissão. E o tratamento é o mesmo para ambos.

NZAmor9
Mount Maunganui, março de 2016

10. Cultura do sucesso

Uma das definições de sucesso no Brasil é chegar aos 30 ou 35 anos e ter uma ou duas graduações, se possível uma pós-graduação ou especialização, um carro bacana, um emprego concorrido, uma casa maravilhosa, estar casado e com filhos, etc. Já na Nova Zelândia, isso tudo é apenas uma opção, e não uma imposição ou status perante a sociedade. Muitos deles escolhem chegar aos 30 com mais carimbos no passaporte e uma boa vivência de vida do que qualquer outro bem material.

11. Belezas naturais que mudam durante o ano

Não hesite em viajar para o mesmo lugar nas 4 estações do ano. Em vários lugares, a vista de cada estação é única e muitas vezes até faz parecer ser outro lugar.

Ah! Informação importante: não se preocupe se você não sabe tirar fotos. Em muitos lugares basta você mirar a câmera et voilá, foto linda e digna de cenário de filme.


Foto © Daniel Antonialli – Lake Tekapo, julho de 2014

NZAmor2
Lake Tekapo no verão, dezembro de 2015

12. Diversas nacionalidades

Pessoas do mundo todo vem até a Nova Zelândia. Sejam para viajar, estudar ou trabalhar. E não é difícil você estar em um ambiente com pessoas da China, África do Sul, Índia, Inglaterra ou da França. Também é super possível ter amigos irlandeses, filipinos, coreanos ou de qualquer outro lugar do mundo.

A multiculturalidade é muito presente aqui e as pessoas tem a oportunidade de conhecer outras culturas e a respeitar as diferenças.

ass_leofernanda

Pelo blog, eles contam todas as experiências vividas, trazem dicas de viagem, planejamento e até informações sobre trabalho para quem quer começar uma nova vida na Nova Zelândia. Se vão ficar lá pra sempre? Por ora não sabem responder. Mas garantem que o desejo de conhecer o mundo e morar em outros lugares está vivo em seus corações.

Outras fotos © Tou Indo Viajar

faixa-brasileiros-pequeno




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!