Brasileiros Viajantes

11 motivos para você se mudar para Luxemburgo

Quem nos acompanha sabe que quinta-feira é dia do quadro Brasileiros Viajantes (se ainda não conhece, descubra aqui e saiba como pode até participar). Esta semana, voltamos mantemos nossa GPS na Europa e nem vamos muito longe: da Bélgica andamos uns quilômetros até Luxemburgo. Quem nos guia é a Cíntia Ertel, brasileira que vive no país, trabalha na Universidade de Luxemburgo e é autora do blog Café com o Grão-duque.

Luxemburgo é um pequeno país de 500 mil habitantes, quantidade semelhante a população de Florianópolis. Faz fronteira com a Bélgica, Alemanha e França. É o único grão-ducado do mundo e tem um dos maiores PIB per capita. O país é um paraíso para quem quer ser professor escolar. Eles são um dos mais bem pagos do mundo, mas para ser professor tem que dominar o francês, alemão e luxemburguês. O Grão-Ducado é um dos membros fundadores da União Europeia e muito famoso por seus bancos.

1. Festinhas de vila

Todo fim de semana tem alguma vilazinha aqui que resolve fazer um evento. É festa da maçã, das nozes, do vinho, dos passarinhos, de Páscoa, de Natal, de fim do inverno, Oktoberfest, festa medieval, festa anos 20, festa “Playcenter” (Schueberfouer, onde um grande “Playcenter” é montado no coração da cidade), festa de qualquer coisa! É realmente algo impressionante! No fim de semana, você pode acessar o jornal local pela internet e escolher o evento para participar. Nessas festas sempre tem coisas gostosas e gordas para comer, como salsichas, Apfelstrudel (um bolo de maçã alemão), crepes e waffles. Tem sempre algo para as crianças brincarem também.

Eu não entendo exatamente se é algo coletivo, os luxemburgueses gostam de fazer tais eventos, ou se é o governo que incentiva. Numa festa, a Intercultural de Dudelange (vilazinha), eu conversei com uma moça da tenda brasileira (aliás, matei a saudade de feijoada e pudim) e ela disse que não custava nada montar a tenda nesse evento! Talvez o governo incentive mesmo, pois a população ocupada com comida, dança, festa e diversão, dizem as boas línguas que a afasta de drogas, criminalidade, etc.

Luxemburgo1

2. Possibilidade de falar várias línguas

Para os apreciadores de línguas, aqui é o país para praticar o que está aprendendo. Além das 3 línguas oficiais do governo – francês, alemão e luxemburguês, é muito comum entre os estrangeiros falar inglês. O português é a língua mais falada aqui entre os estrangeiros, já que é o maior grupo de estrangeiros que migraram para Luxemburgo. Os portugueses estão em Luxemburgo há mais de 60 anos. Muitos deles falam todas as línguas do país, já que foram aqui alfabetizados.

De acordo com o jornal Wort, cada habitante do país fala entre 3 a 6 línguas, um número incrível!

Fonte: http://www.wort.lu/de/lokales/franzoesisch-und-deutsch-auf-absteigendem-ast-luxemburger-liegen-bei-sprachkenntnissen-vorne-5436b4efb9b3988708074781

Luxemburgo2

3. Salário mínimo de 1800 euros

Para os que visitam Luxemburgo e escutam que aqui o salário mínimo é de 1800 euros (quase 6 mil reais ao câmbio atual) a vontade que dá é de largar tudo e ficar por aqui! Mas espera para escutar o resto: aluguel mínimo de um apartamento de 2 quartos é entre 1000 e 1500 euros. Creche é entre 700 e 1200 euros, compras de mercado… ninguém sabe, porque todo mundo vai comprar na Alemanha!

Sim, o país é rico, se ganha bem, mas se gasta bem também. Não dá para se iludir com o salário mínimo aqui. Você pode também ter escutado sobre a quantidade de benefícios sociais que se ganha – ajuda mensal para as mães que não trabalham, dinheiro mensal para as crianças até completarem 18 anos, bolsa para fazer universidade no exterior, ajuda para o inverno, salário desemprego de 3 anos, e por aí vai. Uma pesquisadora e economista do país de uma palestra que assisti na Câmara do Comércio disse que esse esbanjamento consegue talvez se manter por mais 40 anos e depois o governo vai falir, pois vão ter mais pessoas aposentadas e precisando de benefícios do que pessoas gerando trabalho produtivo para pagar as contas desses.

Fontes: http://www.wort.lu/pt/economia/as-propostas-do-orcamento-de-estado-para-2015-governo-quer-poupar-mais-de-mil-milh-es-de-euros-ate-2018-543e7b2fb9b3988708078917

http://www.wort.lu/pt/luxemburgo/primeiro-ministro-do-luxemburgo-diminuir-o-defice-publico-e-a-prioridade-diz-xavier-bettel-543d5717b9b3988708077e0e

http://www.wort.lu/pt/luxemburgo/orcamento-de-estado-governo-vai-cortar-nos-subs-dios-familiares-5437ad17b9b3988708075183

4. Se perder no centro da vila, em seus vários cafés e bares

Quando o evento do fim de semana não te interessar, vá para o Centre Ville e se perca entre as ruazinhas, cafés e bares. Sempre está cheio! E lá você pode escutar as pessoas falando as mais variadas línguas, pode tomar dos mais variados cafés e comer docinhos de qualquer canto desse mundo.

É possível também encontrar muitas pessoas tocando e cantando na rua.

Luxemburgo3

5. Levar as crianças nos parques da cidade

Luxemburgo é fã de crianças! Há muitos parques para elas brincarem, há inclusive sites dedicados a atividades para se fazer com crianças aqui, seja em dias de sol, de chuva ou de neve. Mas nos parques, seja qual for a temperatura, você sempre vai encontrar crianças brincando. Porque eles são realmente um encanto!

Luxemburgo4

6. Apreciar as trilhas

O país é cheio de trilhas! Seja perto de casa, seja nas regiões com mais florestas. Há inclusive organizações que oferecem serviços de guia nas trilhas, e você pode participar todo fim de semana. Se você cumprir a trilha em um bom tempo, pode até ganhar um pão com café.

Aqui você encontra algumas dicas.

7. Contraste entre Altstadt e Kirchberg

Luxemburgo é um país antigo, cheio de castelinhos para se visitar, mas também é um país moderno, cheio de organizações internacionais e bancos. Essa diferença é perceptível quando você vai do centro (Altstadt, Centre Ville, a cidade antiga) para o bairro Kirchberg, onde se encontra o Banco Europeu de Investimento, a Corte de Justiça da União Europeia, Deutsche Bank e por aí vai.

Luxemburgo6
Foto via Wikipedia

Luxemburgo7Foto via Survol de France

8. Conversar com os queridos portugas!

Algo que faz um brasileiro se sentir muito em casa quando está de passagem pelo Grão-Ducado é a possibilidade de falar português! Não brasileiro, português. Para muitos dos meus amigos, o que eu falo é “brasileiro”. É difícil também conseguir escapar das piadas referentes ao jeito de nós brasucas falarmos. “Fecha o olho” – qual? Direito ou esquerdo? Você vai visitar sua tchia (tia)? Tchia, leitchi, chocolatchi! Vai emprestar seu lapi topi e comer no Burger Kingui?

9. Fazer amizades

Para quem é carente de amigos, Luxemburgo é perfeita. É simplesmente muito fácil fazer amizades aqui (portugas ou não). E amizades interessantes! Alguns dos nossos amigos conhecemos em parquinho infantil, na sala de espera de médico, curso de línguas e no ônibus. Uma de nossas amigas aqui diz que Luxemburgo é Erasmus para adultos, porque além de você fazer amigos, você faz amigos das mais variadas culturas.

Luxemburgo8

10. Conhecer casais internacionais

É raro encontrar um casal aqui em que os dois tenham a mesma nacionalidade. As misturas são as mais variadas possíveis! Alemã com francês, martinicana com islandês, peruana com belga, ucraniana com romeno, brasileira com luxembuguês, indiana com alemão, finlandesa com holandês, a mistura não para. Estamos para encontrar ainda marciano com terráqueo!

E a conversa que mais rola entre os casais são sobre as diferenças culturais. Afinal, conviver com sogros franceses é muito diferente e alto de conviver com sogros alemães!

11. A 30 minutos de vários países

Além de toda internacionalidade do país, se você quer passear e conhecer outro país europeu em menos de 20 ou 30 minutos você pode estar na Bélgica, Alemanha ou França! Os residentes aqui de Luxemburgo gostam bastante de passar um fim de semana numa vilinha desses outros países. Muitos ainda vão fazer compras nesses países ou se beneficiar em geral da praticidade de entrar em contato com outra cultura… Sim, viver em Luxemburgo é apreciar e mergulhar em outras culturas non-stop!

Luxemburgo9

Luxemburgo10

Luxemburgo11

Luxemburgo12

Luxemburgo13

Outras fotos © Cíntia Ertel

ass_cintia

Você pode acompanhar as aventuras de Cíntia no blog Café com o Grão-duque.

faixa-brasileiros-grande




Aprenda a ser um Nômade Digital

31.934 pessoas fazem parte de nosso grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!